//Alterando nome da interface de rede no CentOS/RHEL 7 e Fedora 23 para eth0
shell-script

Alterando nome da interface de rede no CentOS/RHEL 7 e Fedora 23 para eth0

 

Vamos editar o Arquivo o arquivo /etc/default/grub, incluindo os parâmetros no kernel para que seja habilitada a opção de renomear a placa de rede para eth0:

 

 

e procure pela linha “GRUB_CMDLINE_LINUX”, adicione depois da opção “quiet” os seguintes parâmetros:

 

Depois execute o comando abaixo para que seja efetivada a alteração no GRUB:

 

Generating grub configuration file
Found linux image: /boot/vmlinuz-3.10.0-121.el7.x86_64
Found initrd image: /boot/initramfs-3.10.0-121.el7.x86_64.img
Found linux image: /boot/vmlinuz-0-rescue-df30d92ad3eb414583d85bb471003eb4
Found initrd image: /boot/initramfs-0-rescue-df30d92ad3eb414583d85bb471003eb4.img done

Alterando o nome do adaptador de rede:

 

Confira se a propriedade NAME e DEVICE se estão com o parâmetro eth0

se não estiver, altere-os

Reinicie a máquina para efetivar a alteração do device name para eth0:

Caso tenha dúvidas de como configurar sua rede Clique Aqui

 

GRUB

Em computação, GNU GRUB (ou apenas GRUB) é um multi-carregador de um sistema operacional (multi boot ou boot-loader) criado pelo projeto GNU. É utilizado, normalmente, quando se deseja que um computador tenha dual booting, ou seja, que o usuário possa escolher ao iniciar a máquina, um sistema operacional (SO) dentre dois ou mais sistemas instalados. Em termos técnicos ele é um programa do tipo boot manager que pode carregar qualquer arquivo (ficheiro) executável com um cabeçalho multi boot nos seus primeiros 8 kB. Este cabeçalho consiste uma sequência de bits com: 32 bits de um “número mágico”, 32 bits de flags mais 32 bits de um outro número mágico seguidos pela imagem do arquivo executável.

O GNU GRUB foi desenvolvido a partir de um pacote chamado GRand Unified Bootloader, de onde deriva o acrônimo GRUB. O sistema operacional GNU utiliza o GRUB, assim como muitas distribuições GNU/Linux.

Enquanto os “carregadores” tradicionais mantém uma tabela de blocos no disco rígido, o GRUB pode rastrear o sistema de arquivos.


Sou Administrador de Redes e Servidores Windows e Linux. Quando consigo Curto Caminhar, Fazer Trilhas, Natureza e insetos!// MCTS 70-680 / MOS -T.I. // Analista de Sistemas // Bacharel em Sistemas da Informação